quarta-feira, 11 de junho de 2008

Um lobo e a Lua

Então só
Finalmente só.
A solidão a me guiar
O silêncio a me acompanhar

Nada de sentimentos
Nada de emoções
Nada de nos
Nada...

Forjado em dor e solidão
Esse é o caminho dos lobos negros...
Esse é o caminho que escolhi.
Esse é o preço da liberdade



Em frente ao oceano. Em frente a solidão
De costas para luna...

Um comentário:

Kall disse...

Mas esse Lobo é muito interessante sabia.
Mesmo não curtindo essas coisas de datas e tal desejo que curta muitissimo bem o dia.
beijo carinhoso.