quarta-feira, 25 de maio de 2016

Incapaz

Outra noite
Outra garrafa
Outros cigarros
A mesma dor

Outra vez tentando perder a consciência
Não pensar no o passado
Apagar o presente
Esquecer o futuro

Outra noite em uma praia escura.
Conversando com o vento
Ouvindo o luar

Que sempre me diz
Que não fui capaz de fazer ela feliz...


terça-feira, 24 de maio de 2016

Sem você

Sem você sou apenas
Um sombra vagando círculos
Um navegante que não sabe mais o caminho das estrelas
Um dragão que perdeu o caminho do céu

Um lobo ferido
Vagando pela solidão
Que já não se distingue da escuridão

Por que?
Por que tinha de ser tão difícil

Eu fugi de mim por mil quilômetros,
Esperando nunca mais te ver
Mas sempre que fecho os olhos
Eu seu olhar estou, de novo , a me perder

sábado, 21 de maio de 2016

Sozinho

As vezes me sinto estranho.

Mesmo com desejos
Mesmo com vontades
Mesmo sendo atraído

Minhas palavras não conseguem dizer
Meu corpo não consegue se mover
E quando finalmente me aproximo
Não sei o que fazer
E outra dama, não irei mais ver...

Já não sei mais quantas assustei
O tolo silencioso que sabe apenas escrever
Mas não consegue na hora dizer

Então porque com você era assim
Mesmo sem palavras
Conseguíamos falar

Apenas um olhar
E nossos corpos
A se mover

Por que era tão fácil
Porque é tão difícil


---------------------- x ----------------------

Deitado na praia um homem se pergunta porque não herdou o dons de raparigueiro da família enquanto olha a lua cheia... Uma lua  não responde mais aos seus chamados... Ao longe uma loba uiva. Ou pode ser o vento noturno a lhe enganar, talvez a bebida o fazendo ouvir o que deseja, lhe levando para longe da realidade... Uma musica começa a tocar... A chuva começa a cantar... O vento a embalar lembranças tristes... Mais um longo gole da garrafa.... Longo o suficiente para fazer tudo sumir... Horas depois o poeta vadio acorda com beijos... O beijo do vento e das ondas do mar.





quinta-feira, 12 de maio de 2016

Orgulho e Arrogância

Menina de olhos escuros
De cabelos mais negros
Que o céu noturno

Seu corpo...
Almejado
Invejado
Desejado
Caçado como um troféu

Doce menina
Que desaprendeu a amar
E os corações dos homens
Só sabe usar

Menina
De imensa tristeza
De enumeros admiradores
De imensurável solidão

Nossos olhos a se cruzar
Eu sei... Você sabe
Eu posso te ler

Mesmo assim nos dois...
Não pode ser
Você não deseja escutar
E eu já não quero falar
Meu orgulho e sua arrogância

Você sabe que não pode me usar
E em você eu sei, em você. Não posso confiar...

quarta-feira, 11 de maio de 2016

Chuva

A tempestade tenta em vão
Lavar a tristeza do meu coração
Já não posso conter a minha escuridão

Correndo entre as luzes da cidade
Tentando deixar tudo para traz
Memorias, lembranças e saudade

De me perdoar
Sou incapaz
De continuar
Já não sou capaz

Eu grito para tempestade, 
Mas você já não pode me ouvir
Chamo seu nome..
Por mais de mil quilômetros fugi

Ma ainda
Mas hoje
Mas sempre
É para seu peito que ,realmente, desejo ir...

Amanhã vou novamente fingir...
E para mim mesmo mentir...

Musicas para se dançar vendo fantasmas

Um poeta vadio caminha ao por do sol com alguns conhecidos em uma praia. Quando uma musica começa a tocar e ele puxa uma das meninas para dançar, não é um pedido, não é um convite. 



A luz a morrer
Corpos a se mover
Para minhas memorias, estou a perder

Estamos a girar
Com o vento e as ondas bailar
No passado estou a vagar
Com outra dama estou a dançar

Essa noite eu desisto.
Apenas por essa noite eu desisto

De minhas memoria, te afastar.
De em você, não pensar.
De por um passado perdido não chorar.





A musica, assim como o dia acabou. Um poeta soturno se despediu e na noite escura se perdeu...

Medo

Uma mago conversava com uma guerreira machucada que o tentava intimidar. O mago sorria.

Você é como o fogo
Acolhedora
Intensa
Perigosa

Se move como uma felina
Olhos de predadora
Sua força faz o ar crepitar

Mas você não tem motivos para me machucar
E então com medo de você. Nunca irei ficar.


Os olhos do mago brilharam, sua sombra se moveu sem seu corpo e com medo, preparada para correr a guerreira ficou....




segunda-feira, 9 de maio de 2016

Saudade

Em noites assim eu sinto
Saudades
De seu toque
De seu cheiro
Do seu beijo

Saudades
De seus olhos escuros
Dos humores sombrios
De nossos sorrisos soturnos

Saudades do que não foi
Pensando no que não será

-------------------- x --------------------

domingo, 8 de maio de 2016

Musicas para ouvir...

#vaisafadao
Dia 30 de Abril de 2016 fui a um show. O show.  O melhor da minha vida. Nada de Djavan, de Paralamas de Toquinho. O melhor show que já fui. E irei todas as vezes que puder. Garota Vip. Show do Safadão. E #vaisafadao. Bebi muito mais do que gostaria, estupidamente mais que deveria. Mas as lembranças foram gravadas com fogo.
Musicas da noite a primeira que toca. A Dama e o Vagabundo e as 2:36 ou melhor da manhã. Essa musica tocou as 5 da manhã e parecia que o show tinha acabado de começar.


Ela


Caminhando com a solidão
Escutando o tempo
Na companhia do vento

Ele já não a busca
Ela virá, cedo ou tarde
Sua magia o mostrou
É inevitável

Com a suavidade da tempestade
O poder de me calar com um olhar
E me paralisar com o silêncio

Com gestos gentis
A inteligência aguçada
E uma linguá afiada
Capaz de fazer até mesmo o vento sangrar

sábado, 7 de maio de 2016

Em seus olhos

Em seus olhos
eu encontrei
Esperanças sem sentido

Encontrei o ritmo
Do meu coração
Encontrei sofrimento e ilusão

Em seus olhos eu encontrei
Em seus olhos me perdi
Por causa de seus lhos, meu coração parti




O dia em que roubaram meu capacete

Saindo tranquilo do curso de inglês, apos uma exaustiva prova, encontro a moto, mas não os capacetes.

A tristeza me abraçou
Talvez pela perda momentânea
Plea perda monetária

Pela semana difícil
Pela vida solitária
Por todos motivos que ele finjo ser forte

Me sinto sem forças para lutar
Não posso respirar

------------------------------ x ------------------------------

Respirei. Voltei para o curso, sentei na praça de alimentação então uma cena me chamou atenção.

Um garoto chega perto da garota, ele esta nervoso. Suando, meio sem cor. Se roubaram meus capacetes, dele roubaram a moto, a casa, a mãe, se duvidar nem sentar ele era mais capaz.

Ele: Podemos conversar? Há algo que eu preciso perguntar, não consigo esperar até semana que vem.

A garota olha com um sorriso nos lábios, talvez ela sorria assim o tempo todo ou aquele sorriso é só para deixar o garoto mais nervoso.

Ela: O que foi?
Ele: Você quer sair comigo? Tipo eu posso esta ficando louco, você me deixa confuso, eu não sei o que você quer... Quer sair comigo?
Ela: Sair como assim. Para mim esta bom nos encontrarmos aqui, apenas aqui...

O telefone toca é a mãe dela. Ela vai e ele fica arrasado, parado.

Eu estava mal. Mas o garoto parecia pior. Então uma lagrima desceu do rosto dele.

Hora de levantar e ir comprar 2 capacetes que esse problema eu resolvo só com dinheiro.quele garoto. Algo morreu em seu olhar...

quinta-feira, 5 de maio de 2016

Continuar a viver

Nessa madruga vazia
Me afogando no silêncio
A escuridão me faz companhia

Pela noite eterna, caminhar
Sob chuva que não tem fim,
Em meio a tempestade estou a gritar

Não há mais dor
Paz
Amor
Ódio
Ou rancor...

O passado foi só um sonho
O presente ilusão
E o futuro...

Nada que me faça continuar a viver...


quarta-feira, 4 de maio de 2016

Medo

Eu tenho medo
Do teu olhar
De meu sorriso

Ao te olhar
Ao te tocar
Ao te falar

Medo
De como é gostoso conversar
Silenciar
De ao teu lado estar
Mesmo que seja para deixar o tempo passar...


Prestes a cair

Por que? estou a me perder
Por que? seus olhos podem me deter
Por que? seu sorriso é capaz de me prender

Um coração perdido
Uma garota sem caminho
Estou prestes a cair, de novo...

Em nossa amizade
Em nossos silêncios
Em nossos sorrisos tímidos
Em nossos raros contatos

Em sua mão estendida
Em sua vida...